Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Bonifácio perdeu vaga na CCJ ao falar mais do que deveria

Gota d'água: entrevista levou tucanos a destitui-lo da comissão - não adiantou muito

Por Gabriel Mascarenhas 10 out 2017, 14h33

O tucano Bonifácio de Andrada conseguiu levar a cúpula do PSDB ao limite. Primeiro, quando aceitou relatar a denúncia contra Michel Temer e, depois, ao prometer a correligionários que iria deixar o posto e não cumprir.

Mas até então, os peessedebistas ainda não haviam batido o martelo sobre a substituição dele na CCJ. A casa caiu na quarta-feira passada.

Na ocasião, em entrevista ao “Jornal Nacional”, o deputado adotou tom voluntarioso, reafirmando que seria o relator.

O comando do PSDB viu na declaração uma afronta de alguém que estava se colocando acima do partido.

No dia seguinte, os tucanos anunciaram a destituição de Andrada da CCJ. Não adiantou. Como se sabe, o PSC cedeu sua cadeira na comissão ao deputado tucano.

Continua após a publicidade
Publicidade