Clique e assine com 88% de desconto
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Evandro Éboli, Mariana Muniz e Pedro Carvalho. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Bonat rejeita novo pedido de acesso a mensagens do Telegram feito por Lula

Na ação penal que investiga pagamento de propina da Odebrecht

Por Ernesto Neves - Atualizado em 17 set 2019, 15h42 - Publicado em 17 set 2019, 15h41

O juiz Luiz Antônio Bonat, da 13ª Vara Federal de Curitiba, rejeitou nesta terça (17) pedido feito pela defesa de Lula para que sejam compartilhadas mensagens do Telegram investigadas na Operação Spoofing.

É a segunda vez que a defesa faz pedido do tipo.

Dessa vez, as mensagens interceptadas por hackers seriam usadas na ação penal que investiga suposto pagamento de propina pela Odebrecht na forma de um terreno para o Instituto Lula.

De acordo com Bonat, como o novo pedido é muito semelhante ao primeiro, cabe a ele replicar o entendimento do TRF4.

Publicidade

Bonat afirmou ainda que Lula será julgado por ele, e não mais por Sergio Moro, a quem a defesa acusa de imparcialidade.

“(…) o acusado será julgado por Juiz Federal diverso daquele cuja imparcialidade é atacada pela Defesa do ex-Presidente”.

O primeiro pedido para utilização das mensagens de hackers dizia respeito ao processo do apartamento do Guarujá.

Ele foi rejeitado pelo desembargador João Pedro Gebran Neto, relator dos processos da Lava Jato no Tribunal Regional Federal da 4ª Região.

Publicidade