Clique e Assine por somente R$ 2,50/semana
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Evandro Éboli, Mariana Muniz e Manoel Schlindwein. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Bolsonaro usa foto sorrindo para ‘lamentar’ as mortes na pandemia

País chegou ao triste estágio de registrar mais de mil mortes por dia sem ministro da Saúde e sem presidente no front de batalha

Por Robson Bonin Atualizado em 20 Maio 2020, 08h26 - Publicado em 20 Maio 2020, 08h10

O Brasil chegou nesta terça ao triste clube dos países que registram mais de mil mortes por dia na pandemia de coronavírus. Depois de tanto tempo perdido com negacionismo, o presidente Jair Bolsonaro saiu da cama motivado a mostrar o quanto lamentava as mortes.

Não decidiu sair da bolha, em Brasília, para ver o horror dos hospitais lotados no front de batalha, não decidiu acionar uma reunião emergencial para começar – antes tarde do que nunca! – a liderar a busca por respiradores e outros insumos que acelerem a abertura de hospitais de campanha. Bolsonaro postou uma foto numa rede social.

ASSINE VEJA

Covid-19: Amarga realidade As cenas de terror nos hospitais públicos brasileiros e as saídas possíveis para mitigar a crise. Leia nesta edição.
Clique e Assine

O presidente da República está sorrindo na imagem em que diz chorar pelos mortos. Está sem máscara, numa aglomeração na rampa do Palácio do Planalto, de braços abertos, para agarrar um menino que corre em sua direção.

“Dias difíceis. Lamentamos os que nos deixaram”, escreve o presidente em mais uma demonstração de descolamento da realidade.

View this post on Instagram

– Dias difíceis. Lamentamos os que nos deixaram. – Hoje teremos novo protocolo sobre a Cloroquina pelo @minsaude . – Uma esperança, como relatado por muitos que a usaram. – Que Deus abençoe o nosso Brasil.

A post shared by Jair M. Bolsonaro (@jairmessiasbolsonaro) on

 

Continua após a publicidade
Publicidade