Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Bolsonaro quer associar Glauber Rocha à ditadura em discurso na Bahia

Cineasta dá nome a aeroporto que será inaugurado em Vitória da Conquista, sua terra; presidente quer lembrar elogio a Golbery e encontro com Figueiredo

Jair Bolsonaro quer fazer uma provocação à esquerda amanhã na inauguração do aeroporto Glauber Rocha, em Vitória da Conquista (BA). Quer aproveitar a ausência da oposição no evento.

O presidente pretende associar o cineasta ao regime militar por conta de elogios que fez a Golberty do Couto e Silva, um dos mentores do golpe de 64, e um encontro de Glauber com o então presidente João Figueiredo em 1981, na cidade de Sintra, em Portugal.

Numa entrevista em 1974, à revista Visão, Glauber se referiu a Golbery como um gênio: “o mais alto pensar da raça ao lado do professor Darcy (Ribeiro)”.

Sete anos depois veio o encontro com Figueiredo, registrado pelo fotógrafo Orlando Brito, que testemunha:

“Um encontro absolutamente casual. Glauber ia a Sintra com frequência. Foi muito rápido. Se cumprimentaram e acabou. Sem qualquer sentido de adesão ao governo” – contou Orlando ao Radar.

Glauber Rocha foi um  opositor do regime militar. Relatório da Comissão da Verdade do Rio concluiu que havia até um plano para eliminá-lo.

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s