Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Bolsonaro decide se filiar ao PL, de Valdemar Costa Neto

O presidente confirmou a decisão à CNN Brasil

Por Gustavo Maia Atualizado em 8 nov 2021, 16h21 - Publicado em 8 nov 2021, 16h11

Depois de sinalizar a aliados nesta segunda-feira que resolveu se filiar ao PL, comandado por Valdemar Costa Neto, Jair Bolsonaro acaba de confirmar a decisão ao jornalista Leandro Magalhães, da CNN Brasil.

“Está 99% fechado. A chance de dar errado é quase zero. Está tudo certo”, declarou o presidente ao repórter. Ele anunciou ainda que deve marcar a data do “casamento” nesta quarta-feira, após uma reunião com o cacique da legenda.

Bolsonaro está sem partido há quase dois anos, quando deixou o PSL para criar o malfadado Aliança pelo Brasil.

Presidente nacional do Partido Liberal, Valdemar Costa Neto divulgou um vídeo no fim do mês passado colocando o partido à disposição para a filiação de Bolsonaro, seus filhos e seus aliados com vistas às eleições do ano que vem.

O dirigente do partido foi condenado a sete anos de cadeia pelo escândalo do mensalão, que o forçou a renunciar ao mandato de deputado federal, no fim de 2013.

Após o período “sabático”, ele retornou aos holofotes ao ganhar espaço no governo Bolsonaro — o PL obteve a Secretaria de Governo, chefiada pela deputada federal licenciada Flávia Arruda, que despacha no Palácio do Planalto.

Além do partido de Valdemar, o presidente negociava com o PP de Ciro Nogueira, seu ministro-chefe da Casa Civil. Recentemente, Bolsonaro afirmou que também namorava o Republicanos.

Continua após a publicidade

Publicidade