Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Evandro Éboli, Mariana Muniz e Pedro Carvalho. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.
Conteúdo para assinantes

Bolsonaro cobra rapidez na investigação do militar da mala de cocaína

Presidente determinou que o Brasil coopere no que for possível com autoridades da Espanha

Por Robson Bonin - Atualizado em 26 jun 2019, 16h19 - Publicado em 26 jun 2019, 14h04

Ao lado do chefe do GSI, general Augusto Heleno, o presidente Jair Bolsonaro determinou que o seu time na Espanha coopere com as autoridades de modo a garantir, nas palavras de um assessor, “que esse cara nunca mais bote a cara fora da cadeia”. A ordem de Bolsonaro é investigar e esclarecer de modo urgente o caso.

Como boa parte do núcleo palaciano está fora do país, aliados de Bolsonaro no universo político estão atuando para afastar a imagem do presidente da crise.

O Planalto garante que o militar preso com a mala de cocaína não fazia parte do círculo mais próximo de militares que viajavam com Bolsonaro.


Conheça o podcast Funcionário da Semana:

Na edição do podcast de VEJA, a história de Hamilton Mourão, a voz destoante do Planalto. Ouça:

Publicidade

Publicidade