Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia e Mariana Muniz. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Bolsonarista filiado ao PSL é condenado a indenizar Lula

Assessor do partido publicou vídeo em que aparecia disparando tiros contra uma foto do ex-presidente

Por Mariana Muniz Atualizado em 11 mar 2021, 17h36 - Publicado em 11 mar 2021, 16h31

A Justiça de São Paulo condenou José Alberto Bastos Vieira Junior, assessor parlamentar do PSL, antigo partido de Jair Bolsonaro, a indenizar o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva por danos morais.

Em uma publicação feita nas redes sociais em 2019, o assessor do PSL divulgou um vídeo em que aparece disparando 10 tiros em uma foto do petista.

A defesa de Lula alegava que a publicação era uma “manifestação de ódio” que “não se justifica” pelo fato de Lula ser figura pública. O advogado Eugênio Aragão afirmava ainda que o vídeo causava “sensação de medo e insegurança, além de perpetrar ofensa à dignidade”.

Na decisão, o juiz Maurício Tini Garcia, da 2ª Vara Cível de São Bernardo do Campo, determinou que o vídeo seja retirado das redes sociais de Vieira Junior — além do pagamento de 5 mil reais ao ex-presidente.

“Os limites foram extravasados na hipótese dos autos, pois a manifestação do réu vai além de mera crítica, mas é marcada por atos de violência, que podem vir a colocar em risco a segurança do autor, à medida que a expressão raivosa do réu, ainda que direcionada à reprodução imagética do autor, pode sugerir atos que viriam a, concretamente, trazer maiores danos”, disse o magistrado.

Continua após a publicidade
Publicidade