Clique e assine com 88% de desconto
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Evandro Éboli, Mariana Muniz e Pedro Carvalho. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

BNDES ignora MP baiano

O BNDES ignorou o prazo dado até ontem pelos Ministérios Públicos Federal e Estadual da Bahia solicitando o cancelamento do empréstimo de 400 milhões de reais para a reforma da Fonte Nova. A procuradora da República Juliana Moraes e a promotora Rita Tourinho consideram o financiamento irregular. Pelo modelo de Parceria Público-Privada, segundo as duas, […]

Por Da Redação - Atualizado em 21 fev 2017, 13h10 - Publicado em 15 jul 2010, 07h01

O BNDES ignorou o prazo dado até ontem pelos Ministérios Públicos Federal e Estadual da Bahia solicitando o cancelamento do empréstimo de 400 milhões de reais para a reforma da Fonte Nova.

A procuradora da República Juliana Moraes e a promotora Rita Tourinho consideram o financiamento irregular. Pelo modelo de Parceria Público-Privada, segundo as duas, o dinheiro não poderia ser repassado ao o governo e depois para o consórcio vencedor formado por OAS e Odebrecht.

A partir de agora, começa a contagem regressiva. Se o banco não cancelar o empréstimo nas próximas horas ou apresentar alguma satisfação, o Ministério Público promete entrar na justiça.

(Atualização às 18h48: o BNDES encaminhou ofício ao MP baiano informando que ainda está em análise o financiamento para a reforma da Fonte Nova. Nos próximos dias, a procuradora Juliana Moraes e a promotora Rita Tourinho vão decidir a melhor forma de agir contra o empréstimo.)

Publicidade