Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

BNDES amplia lista de produtos financiáveis para setor de Defesa

Medida começa a valer a partir da próxima segunda-feira

Por Gustavo Maia Atualizado em 28 out 2021, 11h20 - Publicado em 28 out 2021, 08h30

O BNDES decidiu ampliar a lista de bens de Defesa que poderão obter financiamento pelo banco. O novo regulamento passa a valer a partir da próxima segunda-feira, a instituição poderá oferecer crédito a um número maior de fabricantes de produtos da Base Industrial de Defesa brasileira.

O setor nacional de defesa conta com mais de 1.100 empresas, sendo a maior parte de micro, pequeno e médio portes, responsáveis por aproximadamente 3 milhões de empregos diretos e indiretos e por movimentar cerca de 200 bilhões de reais na economia nacional. O valor representa cerca de 4,5% do PIB.

A iniciativa é um dos resultados do Protocolo de Intenções estabelecido entre o BNDES e o Ministério da Defesa em fevereiro do ano passado. Durante o trabalho, verificou-se que diversas empresas não conseguiam cadastrar seus produtos no Sistema BNDES e não podiam ser financiados pela instituição.

A medida segue a linha de outros normativos específicos que vêm sendo desenvolvidos nos últimos anos no banco, como os regulamentos de credenciamento para mobilidade de baixo carbono, para o setor aeronáutico, para aerogeradores e para módulos e sistemas fotovoltaicos.

Continua após a publicidade

Publicidade