Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Black Friday “rouba” vendas do Natal

A Black Friday deste ano surpreendeu, tanto no movimento intenso nos shoppings, quanto nas vendas on-line, que subiram 44% na comparação anual. Mas os varejistas não assim tão animados. A avaliação é que os consumidores aproveitaram os descontos para antecipar as compras de Natal. De acordo com empresário do ramo de shopping centers, os lojistas tem reduzido as […]

Por Da Redação Atualizado em 30 jul 2020, 23h58 - Publicado em 2 dez 2015, 17h23
Natal antecipado

Aproveitando a xepa

A Black Friday deste ano surpreendeu, tanto no movimento intenso nos shoppings, quanto nas vendas on-line, que subiram 44% na comparação anual. Mas os varejistas não assim tão animados. A avaliação é que os consumidores aproveitaram os descontos para antecipar as compras de Natal.

De acordo com empresário do ramo de shopping centers, os lojistas tem reduzido as encomendas para o final de dezembroPreferem o risco de ficar sem peças para reposição a começarem 2016 com muito estoque.

Para o comércio eletrônico, a percepção é semelhante. Um relatório elaborado pelo Citi mostra que em 2013, 17,8% das vendas dos 30 dias que antecedem o Natal foram feitas na data promocional, número que subiu para 19,7% no ano passado.

A previsão do banco é que esse percentual siga em alta neste ano, diante da renda menor, do crédito apertado e da menor confiança do consumidor.

Continua após a publicidade
Publicidade