Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Evandro Éboli, Mariana Muniz e Pedro Carvalho. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Batalha das teles: CCT terá ‘encontro nacional’ de lobistas nesta quarta

Análise de novas regras para o setor na Comissão de Ciência e Tecnologia movimenta interesses poderosos no setor de telecomunicações

Por Robson Bonin - 11 set 2019, 07h10

Será um verdadeiro carnaval a sessão da Comissão de Ciência e Tecnologia do Senado que deve votar, a partir de 10h desta quarta-feira, analisa novo marco regulatório do setor de telecomunicação.

Estão na pauta o projeto de lei do senador Vanderlan Cardoso (PP-GO), que permite a verticalização no setor de TV por assinatura, abrindo caminho para que operadoras do serviço de televisão voltem a ter mais que 30% do capital das programadoras de canais e produtoras de conteúdo.

Desde 2011, a Lei do Serviço de Acesso Condicionado (SeAC) impede que os grandes grupos de telecomunicações atuem na grade de programação dos serviços prestados por eles. Por isso, a legislação atual impede, por exemplo, que a AT&T, sendo dona da Sky, possa controlar a Warner Media no Brasil, dona dos canais HBO, TNT, Cartoon Network e CNN.

A matéria mexe com tantos interesses poderosos de emissoras de TV aberta e fechada e de companhias de telefonia, que um senador faz piada: “É lobista que não acaba mais… Será o encontro nacional do lobby”. (leia mais em Lobby da Claro adia votação)

Publicidade