Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Evandro Éboli, Mariana Muniz e Pedro Carvalho. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Band: indenização a garis por ofensa de Boris pode sair dia 30

O juz Bruno Mascarenhas, do Juizado Especial Cível do Catete (RJ), decide até o dia 30 de abril se condena a TV Bandeirantes a pagar indenização a um grupo de garis por causa das declarações ofensivas feitas pelo apresentador Boris Casoy. No último dia de 2009, Boris – sem saber que os microfones do Jornal […]

Por Da Redação - Atualizado em 21 fev 2017, 19h20 - Publicado em 13 abr 2010, 07h31

O juz Bruno Mascarenhas, do Juizado Especial Cível do Catete (RJ), decide até o dia 30 de abril se condena a TV Bandeirantes a pagar indenização a um grupo de garis por causa das declarações ofensivas feitas pelo apresentador Boris Casoy.

No último dia de 2009, Boris – sem saber que os microfones do Jornal da Band estavam abertos – disse que era uma “merda” ver “dois lixeiros desejando felicidades… do alto de suas vassouras… dois lixeiros… o mais baixo da escala do trabalho”.
 
Dos 6 000 garis no estado, 815 já entraram no juizado especial pedindo cada um 4 080 reais da Band – Boris ficou de fora da ação. Ou seja, a indenização pode chegar inicialmente a 3,3 milhões de reais (os demais garis poderão entrar posteriormente na Justiça, o que aumentará, em caso de condenação, a despesa da emissora).

Na semana passada, a Band propôs um curioso acordo judicial: um programa totalmente dedicado a exaltar a profissão dos garis. O advogado Luis Eduardo Salles Nobre, defensor do grupo, rejeitou o pedido.

Publicidade