Bancada de Cachoeira | VEJA
Clique e Assine por somente R$ 2,50/semana
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Evandro Éboli, Mariana Muniz e Manoel Schlindwein. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Bancada de Cachoeira

A CPI que tentou apurar as tentáculos do bicheiro Carlinhos Cachoeira entre os corredores do poder público, em 2012, não conseguiu sepultar o desejo por ascensão de todos os investigados. Parte deles hoje disputa uma vaguinha nas casas legislativas do país. Ex-secretário de Indústria e Comércio de Marconi Perillo, Alexandre Baldy era tratado por Cachoeira […]

Por Da Redação Atualizado em 31 jul 2020, 03h19 - Publicado em 8 ago 2014, 07h03
Velhos conhecidos disputando eleição

Velhos conhecidos disputando eleição

A CPI que tentou apurar as tentáculos do bicheiro Carlinhos Cachoeira entre os corredores do poder público, em 2012, não conseguiu sepultar o desejo por ascensão de todos os investigados.

Parte deles hoje disputa uma vaguinha nas casas legislativas do país.

Ex-secretário de Indústria e Comércio de Marconi Perillo, Alexandre Baldy era tratado por Cachoeira pela alcunha de “menino de ouro” e agora mira Brasília: disputa uma cadeira de deputado federal.

Outra figura próxima a Perillo, sua ex-chefe de gabinete, Eliane Pinheiro, investigada pela Polícia federal por suspeitas de ligações com integrantes da quadrilha do bicheiro, é candidata a deputada estadual por Goiás.

Walter Paulo Santiago, empresário goiano, depôs à CPI. Na ocasião, enrolou-se um bocado para tentar explicar a controversa compra da casa onde Cachoeira foi preso. Dois anos mais tarde, Santiago pleiteia a confiança da população para chegar à Câmara dos Deputados.

Deputado federal Rubens Otoni, flagrado num vídeo negociando doação de campanha com o bicheiro, sob compromisso de não declarar o montante, tentará a reeleição.

Fraterno amigo de Cachoeira que dispensa apresentações, Carlos Alberto Lereia quer deixar Brasília: está tentando eleger-se à Assembleia Legislativa estadual.

Ao menos Demóstenes Torres continua inelegível…

Continua após a publicidade
Publicidade