Clique e assine a partir de 8,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Evandro Éboli, Mariana Muniz e Manoel Schlindwein. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

ÁUDIO: Selma desabafa sobre cassação: ‘Tentei, se não deu, f…’

Minha cassação 'é recado para o Moro e Deltan' não entrarem na política, diz senadora punida com perda de mandato pelo TSE

Por Pedro Carvalho - Atualizado em 11 dez 2019, 17h55 - Publicado em 11 dez 2019, 16h25

Cassada por caixa dois e abuso de poder econômico no TSE, a senadora Selma Arruda (PODE-MT) mandou uma longa mensagem de áudio, via celular, para alguns colegas de Parlamento lamentando o resultado na Justiça.

No desabafo de quase sete minutos, Selma afirma que sua cassação foi um recado a Sergio Moro e Deltan Dallagnol para “não ousarem entrar na política”. Ela também diz sonhar com a eleição de Alvaro Dias para a Presidência da República.

“Que o meu exemplo sirva de que quando a gente pensa que vive em uma democracia a gente está se f…”, disse, em um acesso de sinceridade. “Já disse aos meus filhos: estou saindo de cabeça erguida, com a consciência tranquila, de que eu tentei. Se não deu… F…, né? A gente sabe que alguém tem que sair fora nessa. Fui eu. Beleza”, completou.

Revelando planos para o futuro, Selma quer agora curtir a aposentadoria e promete não voltar para a política “nem que a vaca tussa”. “Não contem comigo para mais nada”, disse.

Selma avisou aos integrantes do grupo “Muda Senado” que mandou o áudio porque não gosta de despedidas e não iria voltar ao Senado nesta semana.

Antes de finalizar, agradeceu os senadores Jorge Kajuru, Major Olímpio, Leila do Vôlei, Álvaro Dias, quem quer ver um dia presidente, e Styvenson Valentim, de quem quer ser secretaria de segurança um dia “na beira do mar”, no Rio Grande do Norte. “Toda guerra tem baixas. Que Deus abençoe que eu seja a baixa dessa guerra”, disse.

Continua após a publicidade

Ouça o áudio abaixo:

NOTA À IMPRENSA

A senadora Juíza Selma recebeu a notícia sobre sua cassação pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) com equilíbrio, respeito e serenidade, mas com a convicção de que, mesmo diante de tudo, ela e todos que defendem o combate à corrupção saíram vitoriosos.

Apesar das vontades políticas terem prevalecido no seu julgamento, a parlamentar acredita que o resultado traz uma lição muito importante sobre a necessidade da luta diária para livrar o país de corruptos.

A senadora agradece a todos os parlamentares e seguidores das suas redes que prestaram apoio e solidariedade nesse momento, principalmente, àqueles que compreendem que nesse processo ela foi alvo de perseguições políticas, e, por ter sido eleita, sofreu as consequências pelas ações desempenhadas durante sua atuação na magistratura de Mato Grosso.

O senador Styvenson Valentim comentou a decisão do TSE e a menção ao secretariado:

O senador Styvenson Valentim (Podemos-RN) recebe a decisão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), embora guarde ressalvas ao entendimento da maioria. Reitera o respeito e admiração pela Juíza Selma Arruda, uma vez que a convivência no Senado Federal mostrou o quão aguerrida é a senadora. Quanto à composição de um possível secretariado no governo do estado do Rio Grande do Norte, entende que a juíza fez uma menção carinhosa, uma vez que todos que convivem com ele sabem que Styvenson é comprometido com o que faz, busca a excelência no que faz e cumprirá o mandato para o qual foi eleito.

Continua após a publicidade
Publicidade