Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

MP pedirá quebra do sigilo bancário de assessor de Temer

MP pedirá quebra do sigilo bancário de Tadeu Filippelli e ex-governadores do Distrito Federal

Por Gabriel Mascarenhas 24 Maio 2017, 06h02

O Ministério Público tem um rosário de provas de que Tadeu Filippelli, assessor de Michel Temer preso pela Polícia Federal hoje, encheu o bolso de propina durante a construção do Estádio Mané Garrincha, em Brasília.

Parte era paga em dinheiro vivo e outra, em transferências bancárias. Aí é que está o problema.

Os procuradores pedirão a quebra dos sigilos bancários de Filippelli e dos ex-governadores do Distrito Federal José Roberto Arruda e Agnelo Queiroz, também presos hoje, além de pessoas e empresas ligadas a eles.

Os investigadores apostam que daí surgirá ao menos um fragmento significativo da fortuna embolsada pelas excelências.

 

Continua após a publicidade
Publicidade