Clique e assine a partir de 9,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Evandro Éboli, Mariana Muniz e Manoel Schlindwein. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Assembleia vai ouvir Pastor Everaldo sobre fraudes na saúde do Rio

Presidente nacional do PSC foi citado em delação premiada de ex-secretário do governo Witzel

Por Mariana Muniz - Atualizado em 19 ago 2020, 14h59 - Publicado em 19 ago 2020, 13h32

A Comissão de Saúde da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro aprovou por unanimidade a convocação do pastor Everaldo Pereira, presidente nacional do PSC, para oitiva na investigação que apura fraudes na saúde do estado. A sigla é a mesma do governador Wilson Witzel.

O nome de Everaldo surgiu em trechos da delação de Edmar Santos, ex-secretário de saúde o governo Witzel, ao Ministério Público Federal. Ao relatar supostas ameaças e pressões que teria sofrido na prisão, Edmar atribuiu o movimento ao grupo do pastor, que teria influência na pasta. 

Os deputados também decidiram convocar o empresário Edson Torres. suposto operador financeiro do presidente do PSC. A proposta, aprovada por unanimidade nesta quarta-feira, foi apresentada pelo deputado estadual Renan Ferreirinha (PSB).

ASSINE VEJA

A encruzilhada econômica de Bolsonaro Na edição da semana: os riscos da estratégia de gastar muito para impulsionar a economia. E mais: pesquisa exclusiva revela que o brasileiro é, sim, racista
Clique e Assine

 

ATUALIZAÇÃO, ÀS 14H58: A assessoria do pastor Everaldo Pereira procurou o Radar para informar que o presidente do PSC “está à disposição da Comissão de Saúde da Alerj e das demais autoridades e reitera sua confiança na Justiça”. 

Continua após a publicidade
Publicidade