Clique e Assine por somente R$ 2,50/semana
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Evandro Éboli, Mariana Muniz e Manoel Schlindwein. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Assassinos de Marielle Franco vão a júri popular no Rio de Janeiro

Decisão é do TJRJ;  Magistrado afirma que Ronnie Lessa e Élcio Queiroz agiram por "motivo torpe"

Por Mariana Muniz Atualizado em 10 mar 2020, 18h01 - Publicado em 10 mar 2020, 17h18

O Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJRJ) decidiu levar Ronnie Lessa e Elcio Queiroz, acusados de serem os assassinos da vereadora Marielle Franco, a júri popular. A decisão, desta terça-feira, é do juiz Gustavo Kalil, da 4ª Vara Criminal da Capital.

Ronnie Lessa e Élcio Queiroz serão julgados pelo crime de homicídio doloso, quando há a intenção de matar, triplamente qualificado. Na sentença, o magistrado afirma que a qualificação se deu pois ambos agiram por “motivo torpe”, armaram uma emboscada e dificultaram a defesa das vítimas.

Ainda segundo a decisão, no mérito do caso, há provas de materialidade dos dois em detrimento de Marielle Franco e Anderson Gomes. Os assassinatos completam dois anos no próximo dia 14. O júri, contudo, ainda não tem data para acontecer.

Além de determinar que Lessa e Queiroz sejam julgados pelo Tribunal do Júri, o juiz entendeu que os dois devem continuar presos. Atualmente, ambos se encontram em presídios de segurança máxima.

  • Continua após a publicidade
    Publicidade