Clique e assine a partir de 9,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Evandro Éboli, Mariana Muniz e Manoel Schlindwein. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Arruda critica Richa enquanto sogro tem prisão decretada

"O Paraná não merece estar novamente nas páginas policiais"

Por Pedro Carvalho - Atualizado em 11 set 2018, 12h40 - Publicado em 11 set 2018, 12h27

O candidato ao governo do Paraná, João Arruda (PMDB), acordou cedo e, com a prisão de Beto Richa, disparou um vídeo para aliados no Whatsapp com críticas a seus adversários que trabalharam no governo de Richa, Cida Borghetti (PP) e Ratinho Júnior (PSD).

“O Paraná não merece estar novamente nas páginas policiais”, disse.

Mas o que Arruda não disse é que no mesmo momento da prisão de Richa, a Operação do Gaeco emitia um mandado de prisão para Joel Malucelli, que vem a ser seu sogro. O empresário é também suplente de Álvaro Dias (Podemos) no Senado.

Segundo a investigação, Malucelli seria um dos integrantes do grupo de empreiteiras, que, de acordo com o MPF, fraudava licitações nas chamadas Patrulhas Rurais, de obras de manutenção em estradas rurais no estado do Paraná.

Continua após a publicidade

 

Publicidade