Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Evandro Éboli, Mariana Muniz e Pedro Carvalho. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Aras remete pedido de Moro ao Ministério Público do Rio

A princípio, STF fica de fora "tendo em vista a ausência de possíveis investigados com foro privilegiado"

Por Pedro Carvalho - Atualizado em 30 out 2019, 17h38 - Publicado em 30 out 2019, 14h22

O Procurador-Geral da República, Augusto Aras, acaba de encaminhar despacho para a Procuradoria da República no Rio de Janeiro para adoção de medidas necessárias à instauração de inquérito policial destinado à apuração de “ilícitos narrados” por Sergio Moro sobre o depoimento prestado pelo porteiro do condomínio do presidente Jair Bolsonaro, na Barra da Tijuca.

Em tese, sustenta Aras, o caso pode configurar crimes de obstrução da Justiça, falso testemunho, denunciação caluniosa, bem como crime praticado em desfavor de autoridade pública federal.

Publicidade