Clique e assine a partir de 9,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Evandro Éboli, Mariana Muniz e Manoel Schlindwein. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Ancine rebate críticas pela retirada de cartazes de filmes da parede

Diretor de comunicação afirma que política faz parte de 'decisão estratégica' da presidência

Por Mariana Muniz - Atualizado em 4 dez 2019, 18h25 - Publicado em 4 dez 2019, 17h25

O diretor de comunicação da Ancine, Érico Cazarré, afirma que a polêmica retirada dos cartazes de filmes brasileiros do site da agência e das áreas comuns da sede, que fica no Rio de Janeiro, faz parte de uma decisão estratégica da presidência.

A ideia é priorizar o papel regulador da Ancine – que, segundo ele, tende a ser vista apenas como uma agência de fomento.

“Quando eu coloco cartazes de filmes no site, é preciso oferecer isonomia para todo mundo, todas as outras áreas atendidas pela Ancine. E não é isso que estava acontecendo”, disse Cazarré ao Radar.

De acordo com o diretor, a nova política de decoração não atingiu todos os setores da agência: os departamentos, por exemplo, teriam continuado com seus cartazes. “Não houve ordem da presidência determinando a retirada de cartazes dos departamentos. Nem sei se terá”.

Continua após a publicidade

 

Publicidade