Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Ameaça no WhatsApp

Ricardo Lewandowski recebe logo mais o promotor de Justiça de Goiás Fernando Krebs. Krebs e Lewandowski foram ameaçados no fim de semana em um grupo de WhatsApp de policiais do Serviço de Interesse Militar Voluntário Estadual, a polícia temporária criada por Marconi Perillo. Após Krebs acionar Rodrigo Janot, a Procuradoria-Geral da República entrou com uma […]

Por Da Redação Atualizado em 31 jul 2020, 01h18 - Publicado em 25 Maio 2015, 15h11
Reprodução do WhatsApp do grupo de policiais

Reprodução do WhatsApp do grupo de policiais

Ricardo Lewandowski recebe logo mais o promotor de Justiça de Goiás Fernando Krebs. Krebs e Lewandowski foram ameaçados no fim de semana em um grupo de WhatsApp de policiais do Serviço de Interesse Militar Voluntário Estadual, a polícia temporária criada por Marconi Perillo.

Após Krebs acionar Rodrigo Janot, a Procuradoria-Geral da República entrou com uma ação direta de inconstitucionalidade no STF contra a polícia de Perillo e, agora, cerca de 2 500 desses policiais serão colocados na rua.

(Atualização, às 14h32: A assessoria de imprensa do STF entrou em contato para dizer que a Secretaria de Segurança do STF analisou o caso e constatou que não há nenhuma ameaça direta a Lewandowski. Disse ainda que Lewandowski não irá receber o promotor, apesar de Krebs ter pedido uma audiência)

Continua após a publicidade

Publicidade