Clique e assine a partir de 9,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Evandro Éboli, Mariana Muniz e Manoel Schlindwein. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Alvaro Dias afaga primeira instância enquanto bate no Supremo

Uma mão dá e a outra tira

Por Pedro Carvalho - Atualizado em 11 fev 2019, 17h39 - Publicado em 11 fev 2019, 17h12

O senador Álvaro Dias é um grande fã da Lava-Jato – em campanha, foi o primeiro a convidar Sergio Moro ao ministério da Justiça; elogiou diversas vezes Gabriela Hardt; e já cumprimentou o novo titular da 13ª Vara Federal de Curitiba, Luiz Antônio Bonat.

É também um ferrenho defensor do fim do foro privilegiado e tem pressionado para que se vote logo um PL de sua autoria que acaba com esse privilégio.

A Lava-Jato soube retribuir o carinho. Ele era o favorito de Moro e procuradores na disputa à Presidência, no ano passado.

Mas enquanto afaga a primeira instância, ele bate no Supremo. Dias foi um dos primeiros senadores a assinar requerimento para criar a “CPI da Lava-Toga”, já enterrada, para investigar os tribunais superiores.

 

 

 

Continua após a publicidade
Publicidade