Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Aliado de Moro segue candidato na Câmara: ‘confio no voto secreto’

Capitão Augusto diz que manterá candidatura e conta que se o voto fosse aberto nem disputaria; aposta nas traições

Por Evandro Éboli Atualizado em 6 jan 2021, 08h41 - Publicado em 6 jan 2021, 12h25

Relator do pacote anticrime, e derrotado em muitos pontos na comissão, o Capitão Augusto (PL-SP) segue candidato a presidente da Câmara, ainda que não se toque muito no assunto.

O deputado, que tem o hábito de circular com a farda da Polícia Militar nos corredores da Casa, é um dos principais aliados de Sergio Moro no Congresso Nacional.

Sua esperança de ir a algum lugar nessa eleição está no voto secreto e nas “traições” dos colegas, cujos partidos já se comprometeram com outros postulantes.

“Ainda bem que o voto é secreto. Se fosse aberto eu nem disputaria”, disse Augusto ao Radar.

E tem seu otimismo, quem disse que não.

“Existe a possibilidade, ainda que remota, de eu conseguir ir para o segundo turno. Além do voto secreto temos quase 300 novos deputados, ficando impossível prever qualquer resultado”.

A aposta do deputado está nas bancadas temáticas, como da segurança pública.

“Sigo candidato até o final”.

Continua após a publicidade
Publicidade