Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Aliado de Bolsonaro disse a membros da CPI que vai ‘derrubar a República’

"Derrubo a República com o que sei", disse Miranda ao relator da CPI, Renan Calheiros

Por Robson Bonin Atualizado em 24 jun 2021, 11h07 - Publicado em 24 jun 2021, 07h39

Nas conversas que teve com integrantes da CPI da Pandemia ao longo desta quarta-feira, o deputado Luis Miranda deixou evidente que ele e seu irmão, o servidor da Saúde ameaçado pelo Planalto, têm ampla documentação do processo e dos movimentos deles para denunciar internamente, no governo, a corrupção na Saúde.

A prova maior das falas de Miranda sobre Bolsonaro é clara: ele denunciou um fato grave ao presidente, com documentos e com o servidor diretamente envolvido no ponto crítico da operação, o momento da “canetada”.

LEIA TAMBÉM: Luis Miranda revive papel de Roberto Jefferson na CPI

Se o irmão do deputado fosse integrante do esquema, teria assinado e o país teria mais um serviço sujo para o inventário da história. Como não assinou e ainda comunicou ao presidente o fato, Bolsonaro terá que lutar contra uma forte denúncia de prevaricação.

“Derrubo a República com o que sei”, disse Miranda ao relator da CPI, Renan Calheiros.

Continua após a publicidade
Publicidade