Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Alexandre de Moraes manda caso Salles para Justiça Federal do Pará

Investigação sobre ex-ministro deixa o STF

Por Lucas Vettorazzo Atualizado em 20 jul 2021, 18h38 - Publicado em 20 jul 2021, 18h35

O ministro do STF Alexandre de Moraes determinou que sejam enviadas à Justiça Federal no Pará as investigações sobre uma rede de exportação de madeira ilegal que tem a suspeita de participação do ex-ministro do Meio Ambiente do governo de Jair Bolsonaro, Ricardo Salles.

A operação Akanduba deixou o guarda-chuva do STF já que Salles não é ministro desde junho e não conta mais com foro privilegiado por prerrogativa de função.

A mudança do local do inquérito foi um pedido da Polícia Federal ao ministro Moraes. O magistrado determinou que os autos fosse remetidos à primeira instância da Justiça Federal em Altamira (PA).

A operação apura indícios de participação de servidores públicos e empresários brasileiros em esquema de exportação de madeira ilegal do Brasil para os Estados Unidos. Segundo os investigadores, funcionários do ministério do Meio Ambiente estariam envolvidos em tratativas para liberar nos portos americanos cargas de madeira brasileira de origem irregular.

 

 

Continua após a publicidade
Publicidade