Clique e assine com 88% de desconto
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Evandro Éboli, Mariana Muniz e Pedro Carvalho. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Alckmin: acabar com a corrupção não resolve o problema do Brasil

Tucano defende que só as reformas estruturantes e a competência administrativa podem alterar a realidade econômica

Por Gabriel Mascarenhas - 14 nov 2018, 06h30

Geraldo Alckmin estava à vontade durante a palestra para investidores da XP, há cerca de 15 dias.

Longe do conforto – e da fiscalização alheia – da máquina pública, o tucano proferiu uma tese defendida por uma penca de políticos, que não a repetem para evitar pedradas gratuitas.

Para Alckmin, a corrupção é um gravíssimo problema moral, e nada mais.

Segundo ele, caso o Brasil consiga por fim às falcatruas sistêmicas, dará um passo histórico, mas não será suficiente para alterar em nada o patamar econômico do país.

Publicidade

O ex-governador defende que só as reformas estruturantes e a competência administrativa devolverão o Brasil aos trilhos do crescimento consistente.

Publicidade