Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia e Mariana Muniz. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Alavancado pela pandemia, e-commerce gera sonhos de faturamento no varejo

Black Friday deve abrir maior temporada de compras de fim de ano de todos os tempos, diz consultoria.

Por Manoel Schlindwein Atualizado em 14 out 2020, 13h22 - Publicado em 14 out 2020, 17h32

O próximo 27 de novembro promete ser como nenhum outro para o varejo. A Black Friday trará uma janela de oportunidade única para os vendedores turbinarem os resultados de suas operações em um ano cheio de desafios.

É o que mostra um levantamento da TransUnion, companhia de soluções de informação e insights de dados. De acordo com a pesquisa, o comércio online no Brasil deu um salto de quase 40% nas buscas de informações para confirmação cadastral no período de janeiro a agosto de 2020.

Em julho, o mês mais movimentado para o e-commerce até agora, o crescimento chegou a 150% sobre julho do ano passado. Os dados fazem parte de um levantamento da companhia e mostram o impacto da pandemia no comportamento do consumidor no país.

“Se o aumento de 150% nas consultas verificado em julho de 2020 sobre julho de 2019 se mantiver, teremos o maior fim de ano do e-commerce de todos os tempos, pelo menos em número de transações”, avalia Geovane Ferrarini Zanetti, da TransUnion.

Continua após a publicidade
Publicidade