Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Ajuda da Interpol

A CPI mista do Cachoeira vai utilizar a rede de investigação da Interpol para tentar rastrear o patrimônio do bicheiro Carlinhos Cachoeira e de seus comparsas no exterior. A pedido da comissão, a Polícia Federal enviou um comunicado ao escritório central da Interpol no Brasil no dia 28 de junho. O documento solicita que todos […]

Por Da Redação Atualizado em 31 jul 2020, 08h28 - Publicado em 2 jul 2012, 19h30

Na mira da Interpol em mais 189 países

A CPI mista do Cachoeira vai utilizar a rede de investigação da Interpol para tentar rastrear o patrimônio do bicheiro Carlinhos Cachoeira e de seus comparsas no exterior.

A pedido da comissão, a Polícia Federal enviou um comunicado ao escritório central da Interpol no Brasil no dia 28 de junho. O documento solicita que todos os escritórios da corporação nos 189 países sejam acionados a cooperar com os trabalhos da CPI de modo a garantir o rastreamento das atividades dos investigados e de seus patrimônios.

Para os integrantes da comissão, o envolvimento da Interpol nos trabalhos da CPI pode ampliar a frente de investigação da polícia sobre o paradeiro do contador Geovani Pereira da Silva, único foragido entre os comparsas de Cachoeira, e desvendar as dúvidas sobre eventuais fortunas mandadas ao exterior pelo bicheiro.

Continua após a publicidade
Publicidade