Clique e assine a partir de 8,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Evandro Éboli, Mariana Muniz e Manoel Schlindwein. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

‘Agenda Marielle Franco’ registra mais de 300 adesões

Iniciativa reúne práticas populares, feministas e antirracistas para as eleições.

Por Manoel Schlindwein - Atualizado em 2 out 2020, 14h24 - Publicado em 2 out 2020, 15h32

O legado da vereadora Marielle Franco, assassinada em 2018 em um crime ainda sem respostas, estará presente em centenas de candidaturas de todo o país ao pleito municipal deste ano.

O Instituto Marielle Franco divulgou hoje um balanço com as primeiras adesões à pauta de princípios a nortear candidaturas comprometidas com iniciativas antirracistas, feministas, LGBTs e populares.

A iniciativa é suprapartidária e reune até o momento mais de 300 candidaturas de dez estados do Brasil engajadas em pautas como saúde pública, justiça econômica e defesa da vida.

Há candidaturas de PSOL, PT, PSB, Republicanos, Rede, Cidadania, PC do B, entre outros. Eduardo Suplicy, claro, está na lista, assim como Áurea Carolina, (candidata a prefeita de Belo Horizonte pelo PSOL) e Benedita da Silva (candidata a prefeita do Rio de Janeiro pelo PT).

A ex-deputada federal Manuela D’Ávila, candidata à prefeitura de Porto Alegre pelo PC do B, não está na relação.

Continua após a publicidade
Publicidade