Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Afastamento ‘tardio’ será usado em recurso de Dilma no STF

Juristas que orbitam o Planalto já dizem que o fato de Teori Zavascki ter demorado tanto para afastar Eduardo Cunha (ele estava com o pedido desde dezembro) será usado como mais um argumento no recurso contra o impeachment que deve ser enviado ao STF pela defesa de Dilma Rousseff. Na prática, vão dizer que, se […]

Por Da Redação Atualizado em 30 jul 2020, 22h49 - Publicado em 5 Maio 2016, 11h17
Duelo de titãs

Gasolina na fogueira

Juristas que orbitam o Planalto já dizem que o fato de Teori Zavascki ter demorado tanto para afastar Eduardo Cunha (ele estava com o pedido desde dezembro) será usado como mais um argumento no recurso contra o impeachment que deve ser enviado ao STF pela defesa de Dilma Rousseff.

Na prática, vão dizer que, se Cunha não tinha legitimidade para estar na presidência da Câmara, não poderia ter conduzido diversas etapas do processo de impeachment.

Publicidade