Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Aécio reage a Doria, o chama de ‘autoritário’ e cita seu apoio a Bolsonaro

Deputado tucano respondeu à ofensiva do governador paulista de expulsá-lo do PSDB

Por Evandro Éboli Atualizado em 9 fev 2021, 16h44 - Publicado em 9 fev 2021, 16h39

O deputado Aécio Neves (PSDB-MG) reagiu à disposição do governador João Doria  em expulsá-lo do partido para acomodar na legenda Rodrigo Maia e outros políticos do Democratas.

O ex-presidenciável tucano classificou a ação de Doria como autoritária.

“O PSDB tem uma longa tradição democrática, construída muito antes de sua chegada (de Doria) ao partido, e que não será sufocada por arroubos autoritários de quem quer que seja”, afirmou Aécio Neves, em nota.

Aécio lembrou que Doria apoiou Jair Bolsonaro e que agora quer “vestir novo figurino” ao se declarar oposição ao presidente da República.

“Se o Sr João Dória, por estratégia eleitoral, quer vestir um novo figurino oposicionista para tentar apagar a lembrança de que se apropriou do nome de Bolsonaro para vencer as eleições em São Paulo, através do inesquecível Bolsodoria, que o faça, sem utilizar indevidamente e de forma oportunista outros membros do partido”.

Continua após a publicidade

O deputado afirmou também que o PSDB não tem dono.

“O desrespeito à democracia interna é tamanha que hoje mesmo o governador chegou ao extremo de se autoproclamar ‘presidente nacional do PSDB’, cargo para o qual nunca foi escolhido por seus pares”.

 

 

 

Continua após a publicidade
Publicidade