Clique e assine com até 92% de desconto
Radar Por Gabriel Mascarenhas (interino) Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Evandro Éboli, Mariana Muniz e Manoel Schlindwein. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Ex de Luiza Brunet sobre Maria da Penha: ‘Leizinha vagabunda’

Lirio Parisotto teve uma ideia

Por Gabriel Mascarenhas, Felipe Frazão Atualizado em 24 jul 2017, 15h02 - Publicado em 22 jul 2017, 10h00

Lirio Parisotto resolveu não se omitir ao encontrar dois deputados federais em um restaurante. Era  a oportunidade de apresentar suas sugestões de como o Legislativo pode contribuir para o desenvolvimento do país a Benito Gama (PTB-BA) e ao relator da reforma da Previdência, Arthur Maia (PPS-BA).

Ao verem o empresário se levantando da mesa ao lado, a dupla apostou que ouviria críticas à morosidade com que projetos estruturantes tramitam no Congresso. Não estavam de todo errados. Depois de cumprimentá-los, Parisotto, de fato, falou sobre o tema.

O ex-companheiro de Luiza Brunet, que responde a um processo por agressão à modelo, surpreendeu às excelências barbaramente. Ele elogiou a reforma da Previdência, garantiu que apoia as duras medidas propostas pelo governo e, em seguida, partiu para o assunto que mais lhe perturba: “Leizinha vagabunda é essa tal de Maria da Penha. Vocês tinham que revogá-la”.

(Atualização: Lirio Parisotto nega que tenha dito a frase e afirma que não conhece os deputados e que não “baixaria o nível para discutir um assunto tão sério quanto a Maria da Penha”. O Radar mantém a informação publicada.

Continua após a publicidade
Publicidade