Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Acordo contra publicidade

O Ministério Público de São Paulo firmou um termo de compromisso de ajustamento de conduta com a TIM para prevenir práticas publicitárias semelhantes a uma que, em 2012, se mostrou tão “deseducativa” quanto a da Claro, em que Ronaldo passa um trote em Neymar (leia mais aqui). A TIM enviou a aparelhos celulares de clientes […]

Por Da Redação Atualizado em 31 jul 2020, 04h52 - Publicado em 4 dez 2013, 08h58
TIM: na berlinda

Encorajou trocas de SMS em salas de aula

O Ministério Público de São Paulo firmou um termo de compromisso de ajustamento de conduta com a TIM para prevenir práticas publicitárias semelhantes a uma que, em 2012, se mostrou tão “deseducativa” quanto a da Claro, em que Ronaldo passa um trote em Neymar (leia mais aqui).

A TIM enviou a aparelhos celulares de clientes uma mensagem estimulando os alunos a trocarem mensagens de texto durante as aulas, com o cuidado de que os professores não percebessem: “Tah na aula e precisa falar com um amigo? Manda um SMS para ele! Soh cuidado para o professor não pegar você”.

Ao propor o acordo, o MP paulista argumentou que a mensagem estimulou “comportamento negativo e desrespeitoso” e a TIM, ao firmar o compromisso, prometeu adaptações em suas mensagens para que não dirija mais “apelo imperativo de consumo diretamente às crianças e adolescentes”.

Continua após a publicidade
Publicidade