Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

ACM Neto ataca Doria após ida de Garcia ao PSDB: ‘inabilidade política’

O vice-governador de São Paulo, Rodrigo Garcia, oficializou nesta sexta-feira sua saída do DEM para o PSDB de Doria

Por Gustavo Maia 14 Maio 2021, 15h22

O presidente nacional do DEM, ACM Neto, reagiu na tarde desta sexta-feira à saída do vice-governador de São Paulo, Rodrigo Garcia, do seu partido para o PSDB com críticas ao governador João Doria, também tucano.

Segundo o ex-prefeito de Salvador, a filiação de Garcia, oficializada mais cedo, foi uma “inexplicável imposição” de Doria, “cuja inabilidade política tem lhe rendido altíssima rejeição e afastado os seus aliados”.

“A postura desagregadora do governador de São Paulo amplia o seu isolamento político, e reforça a percepção do seu despreparo para liderar um projeto nacional”, escreveu Neto no Twitter, em referência ao sonho do governador paulista de suceder o presidente Jair Bolsonaro.

O dirigente do DEM afirmou ainda que o momento pede grandeza e compromisso dos homens públicos com o país e que não é hora de dividir, mas de agregar. “O Democratas defende a união de forças, e que se deixem os interesses pessoais de lado”, disse.

E concluiu com uma indireta a Doria, que tem adversários na disputa para concorrer à Presidência dentro do próprio partido: “Certos de que o PSDB possui lideranças e quadros nacionais que são capazes de colocar os objetivos comuns e os sonhos para o futuro do Brasil à frente de projetos pessoais, o Democratas espera preservar a longa história de parcerias construída com o partido”.

Continua após a publicidade
Publicidade