Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia e Mariana Muniz. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Acesso ao Reclame Aqui cresceu 40% na pandemia

Dados do site apontam que 70% de quem comprou online ficou sem atendimento no começo da crise sanitária.

Por Manoel Schlindwein Atualizado em 5 out 2020, 12h57 - Publicado em 5 out 2020, 17h32

O Reclame Aqui cresceu 40% desde o início da pandemia e passou de 30 milhões de visitas mês. No Brasil é o quinto site mais visitado, atrás de Globo.com, UOL, Mercado Livre e OLX. “Somos maiores que o Twitter no Brasil”, afirma o presidente Maurício Vargas.

De acordo com os dados do Reclame Aqui, no começo da pandemia, entre abril e maio, 70% de quem comprou online ficou sem atendimento. “O consumidor aprendeu outro hábito nesse período: mudar de marca, trocar a loja e buscar, principalmente o melhor atendimento”, explica.

Entre ontem e hoje o site realiza um encontro com as principais empresas do país para discutir o atendimento ao cliente pós pandemia.

Publicidade