Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

A quatro dias da eleição, Crivella faz culto-showmício e fala em pedofilia

Prefeito do Rio voltou a atacar o rival, Eduardo Paes, que foi representado por um boneco de boxe

Por Mariana Muniz Atualizado em 27 nov 2020, 13h31 - Publicado em 27 nov 2020, 13h15

A quatro dias das eleições para a prefeitura do Rio, Marcelo Crivella participou na noite esta quinta-feira, 26, de uma espécie de culto-showmício — onde inovou ao realizar uma “sessão de descarrego” para “exorcizar o Paes”. O rival era representado por um boneco de boxe que carregava no peito um adesivo onde se lê a palavra “pedofilia”.

A reunião ocorreu na sede de um time de futebol da Zona Oeste da cidade, após a entrevista de Crivella para a Record.

Para uma plateia de apoiadores que entoavam, em ritmo de funk, “não erra, no dia 29 eu voto 10 é no Crivella”, o atual prefeito — que é bispo licenciado da Universal — rezou, pediu votos e fez promessas.

Ele também voltou a dizer que Eduardo Paes vai entregar a secretaria de Educação ao PSOL, informação que tem sido desmentida pelo ex-prefeito.

Em tempo: quem participou do show diz que servidores municipais foram “convocados” a participar do evento. O que é proibido por lei.

Continua após a publicidade
Publicidade