Clique e assine a partir de 9,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Evandro Éboli, Mariana Muniz e Manoel Schlindwein. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

A ‘mulher-bomba’ que complicou a vida do governador do Amazonas

Material revela a ação desesperada da equipe de Wilson Lima para tentar forjar documentos e acobertar fraudes de 2,1 milhões de reais

Por Robson Bonin - Atualizado em 3 jul 2020, 19h52 - Publicado em 4 jul 2020, 16h36

Ex-secretária no governo do Amazonas, Dayana Mejia prestou depoimento à Procuradoria-Geral da República e compartilhou com os investigadores uma série de mensagens de WhatsApp que foram decisivas para a deflagração da operação contra Lima nesta semana.

O material revela a ação desesperada da equipe de Wilson Lima para tentar forjar documentos e acobertar fraudes de 2,1 milhões de reais na compra de respiradores para hospitais do estado. A PGR diz que Lima é chefe da “organização criminosa” no governo.

Trecho da decisão do STJ que autorizou a operação contra o governador do Amazonas destaca o papel de Dayana Mejia //Divulgação
Publicidade