Clique e assine a partir de 9,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Evandro Éboli, Mariana Muniz e Manoel Schlindwein. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

A guerra judicial entre a Heineken e a distribuidora da Coca-Cola

Em ação milionária que move contra a Heineken, o Sistema de Distribuição Coca-Cola não economiza nos ataques

Por Mariana Muniz - 23 fev 2020, 12h31

“Fraude, manobra oportunista e desleal, atuação em conluio, ilícito societário, golpe empresarial…” Não é nada elegante a disputa judicial entre a Heineken e a distribuidora da Coca-Cola pelo portfólio de produtos no Brasil.

Em ação milionária que move contra a Heineken, o Sistema de Distribuição Coca-Cola não economiza nos termos para definir a utilização da Bavaria, empresa sem qualquer atividade operacional, como veículo para a cervejaria holandesa adquirir a Brasil Kirin e, assim, supostamente tentar burlar o direito de exclusividade dos distribuidores Coca-Cola sobre o portfólio do Grupo Heineken.

Em tempo: com seus produtos sendo distribuídos pelo Sistema Coca-Cola há 40 anos, a Heineken anunciou ontem (12/02) que o Brasil se tornou o maior mercado mundial da marca principal da companhia, que, só nos últimos meses de 2019, registrou avanço de mais de 12% no volume de vendas.

Publicidade