Clique e assine a partir de 9,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Evandro Éboli, Mariana Muniz e Manoel Schlindwein. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

A guerra do PSL já avança sobre negócios da dupla de caciques da sigla

Vem aí uma luta de dossiês

Por Robson Bonin - 10 out 2019, 14h15

Nessa guerra de Jair Bolsonaro e Luciano Bivar, pelo comando do PSL, o jogo já começou enveredar pelos subterrâneos da sigla — particularmente sobre os negócios de Bivar e o vice, Antônio Rueda, na esfera empresarial.

Bivar, dizem integrantes do PSL, é dono de uma seguradora e teve, durante muitos anos, uma espécie de monopólio do seguro DPVAT no Nordeste.

Entre outros negócios, tem um gigantesco terreno no centro histórico do Recife, cedido sob o regime de comodato para exploração comercial.

Já Rueda comanda um dos maiores escritórios de advocacia do país, com mais de 400 advogados e uma carteira repleta de grandes empresas, a maioria com interesses junto ao governo federal.

Publicidade