Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

A fúria do doleiro contra Eduardo Cunha e Joesley Batista

Lúcio Funaro foi aconselhado a entrar com habeas corpus na Justiça para não ter que responder certas perguntas na CPI do BNDES, mas decidiu 'falar tudo'

Por Robson Bonin 30 ago 2019, 11h25

Lúcio Funaro foi aconselhado a entrar com habeas corpus na Justiça para não ter que responder certas perguntas na CPI do BNDES, nesta semana. A raiva de Eduardo Cunha e Joesley Batista era tanta que o doleiro dispensou a proteção do HC para abrir o verbo: “Quero falar tudo”.

Publicidade