Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Evandro Éboli, Mariana Muniz e Pedro Carvalho. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

A bomba-relógio nos cofres de São Paulo

Arrecadação de IPVA cada vez menor

Por Pedro Carvalho - Atualizado em 7 nov 2019, 15h08 - Publicado em 7 nov 2019, 14h08

O governador João Doria (PSDB) e o prefeito Bruno Covas (PSDB) têm uma bomba nas mãos. A arrecadação de IPVA em São Paulo vem caindo gradativamente desde 2016.

Em 2018, a arrecadação com o IPVA na capital foi de quase 2 bilhões de reais, 16% menor que a arrecadação do ano anterior.

Já neste ano, estima o vereador Adilson Amadeu (DEM) em ofício encaminhado ao Palácio dos Bandeirantes, a arrecadação deve ser, no melhor dos cenários, igual a de 2018, porém menor em termos reais considerando a inflação.

O demista acredita que a queda deve-se ao aumento no número de veículos de aplicativo na cidade. Ele estima que existam cerca de 240 mil veículos rodando por Uber, 99 e afins em São Paulo – dos quais 80 mil são veículos de aluguel de concessionários de outros estados. Seria, portanto, uma questão de evasão fiscal.

Publicidade