Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

A atribulada vida pessoal do novo diretor da PF

O delegado é casado com a DJ Tatiana Kalil, conhecida pela performance nas mesas de som e por ser adepta de pole dance

Por Da Redação Atualizado em 4 dez 2017, 17h49 - Publicado em 3 dez 2017, 10h00

Não é fácil conciliar trabalho e família. Ainda mais quando se é diretor-geral da Polícia Federal.

Na terça (28), Fernando Segóvia teve que cancelar seus compromissos para esquentar o banco dos réus da 7ª Vara de Família de Brasília. Segóvia foi acionado pela ex-mulher, Tacyana Bezerra Martins, escrivã da PF, para que reajustasse a pensão da filha de 16 anos do casal, hoje em 1 915 reais por mês. Pelo novo acordo, ele terá que desembolsar agora quase o triplo disso.

Na atual relação, porém, a agitação é positiva, mas também gera suas preocupações. O delegado é casado com a DJ Tatiana Kalil, conhecida pela performance nas mesas de som e por ser adepta de pole dance.

Auxiliares de Segóvia, inclusive, o aconselharam a pedir que Tatiana seja mais cautelosa no comportamento, o que ela começou a fazer. Ao menos, na internet.

Desde a semana passada, ela apagou as fotos mais ousadas de suas redes sociais. Só não deu tempo de salvar essa aí de cima.

 

Continua após a publicidade

Publicidade