Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

“Desconstrução do machismo”

O Conselho Federal de Serviço Social publicou uma resolução na linha superpoliticamente correta sobre a linguagem adotada no seu Código de Ética. A partir de agora, o texto deverá fazer menção a “ambos os gêneros”. Em vez de opção sexual, por exemplo, o documento será substituído por “orientação sexual”. E em um dos princípios, alterar […]

Por Da Redação Atualizado em 31 jul 2020, 13h03 - Publicado em 25 jan 2011, 13h23

O Conselho Federal de Serviço Social publicou uma resolução na linha superpoliticamente correta sobre a linguagem adotada no seu Código de Ética. A partir de agora, o texto deverá fazer menção a “ambos os gêneros”.

Em vez de opção sexual, por exemplo, o documento será substituído por “orientação sexual”. E em um dos princípios, alterar gênero por “identidade de gênero”. Os textos devem conter as formas masculina e feminina: “o/a; os/as; trabalhadores/as”.

A intenção do conselho com essas mudanças no seu código é, segundo a resolução, “contribuir com uma atitude de desconstrução do machismo na linguagem gramatical”.

A resolução é assinada por Ivanete Boschetti, que, ao contrário de Dilma, é chamada nos documentos de “presidente” do conselho.

Continua após a publicidade
Publicidade