Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

300 milhões de reais

O CNJ vai pedir que a Caixa e o Banco do Brasil expliquem por que não apresentaram proposta na licitação para administrar os recursos dos depósitos judicias do Tribunal de Justiça do Mato Grosso do Sul. Apesar de questionar os bancos, a suspeita maior do CNJ recai sobre o edital produzido pelo Tribunal. O montante […]

Por Da Redação Atualizado em 31 jul 2020, 09h13 - Publicado em 30 mar 2012, 15h23

Suspeita recai sobre o TJ-MS

O CNJ vai pedir que a Caixa e o Banco do Brasil expliquem por que não apresentaram proposta na licitação para administrar os recursos dos depósitos judicias do Tribunal de Justiça do Mato Grosso do Sul.

Apesar de questionar os bancos, a suspeita maior do CNJ recai sobre o edital produzido pelo Tribunal.

O montante a ser administrado não é dos menores, gira na casa dos 300 milhões de reais.

Continua após a publicidade

Publicidade