Clique e assine a partir de 9,90/mês
Radar Econômico Por Machado da Costa Análises e bastidores exclusivos sobre o mundo dos negócios e das finanças.

Vacinação contra Covid-19 deve começar em novembro nos EUA

Documento de órgão americano mostra que administração das primeiras doses deverá ser feita inicialmente por meio de um programa de uso emergencial

Por Machado da Costa - 16 set 2020, 16h49

O Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC, na sigla em inglês) do governo dos Estados Unidos publicou, nesta quarta-feira, 16, um documento detalhando o plano de vacinação gratuita do governo americano. Segundo o órgão, a expectativa é de que as primeiras doses da vacina estejam disponíveis no início de novembro deste ano. O CDC, contudo, faz a ressalva de que isso dependerá das aprovações de um outro órgão, a Agência de Alimentação e Drogas (FDA, na sigla em inglês). Essas primeiras doses ainda não estarão disponíveis à população e, provavelmente, serão administradas sob um regime emergencial.

“Doses limitadas da vacina Covid-19 podem estar disponíveis no início de novembro de 2020, se uma vacina para a Covid-19 for autorizada ou licenciada pelo FDA até esse momento, mas o fornecimento da vacina Covid-19 pode aumentar substancialmente em 2021. As vacinas inicialmente disponíveis contra Covid-19 serão licenciadas ou autorizadas para uso sob uma Autorização de Uso de Emergência (EUA, na sigla em inglês) emitida pela FDA.”

O leitor pode encontrar o documento em inglês aqui. Nesta terça, o presidente americano, Donald Trump, afirmou que a vacina estaria pronta em “semanas”.

+ Siga o Radar Econômico no Twitter

Continua após a publicidade
Publicidade