Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
Radar Econômico Por Josette Goulart Análises e bastidores exclusivos sobre o mundo dos negócios e das finanças. Com Diego Gimenes.

Samarco pede recuperação judicial de R$ 50,5 bilhões

Empresa relata que pedidos de execução para pagamento de 3 bilhões de dólares poderiam inviabilizar o negócio

Por Josette Goulart Atualizado em 9 abr 2021, 19h42 - Publicado em 9 abr 2021, 18h17

A Samarco, empresa do grupo Vale e BHP, pediu recuperação judicial nesta sexta-feira, em Belo Horizonte. De acordo com a inicial protocolada na justiça mineira, que o Radar Econômico teve acesso, a companhia listou um volume de 50,5 bilhões de reais em dívidas com credores (foto abaixo). A empresa informou que entrou com o pedido para tentar evitar execuções de duas dívidas no total de 325 milhões de dólares que foram requisitadas na Justiça brasileira e outra de  2,7 bilhões de dólares na Justiça americana. A exigência do pagamento imediato destas dívidas poderia inviabilizar a empresa, segundo os advogados da companhia.

A Samarco é a dona da barragem de Fundão, que rompeu em 2015, na cidade de Mariana. A Vale, em fato relevante, informou que a recuperação judicial da empresa não vai afetar o cumprimento dos compromissos de reparação assumidos com as famílias das vítimas do desastre.

*Erramos: A coluna informou erroneamente na versão anterior que a barragem de Brumadinho pertencia à Samarco.

Continua após a publicidade
Publicidade