Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Econômico Por Josette Goulart Análises e bastidores exclusivos sobre o mundo dos negócios e das finanças. Com Diego Gimenes.

Racionamento de energia bate à porta e PIB balança

VEJA Mercado: governo anuncia tarifa maior de energia que vai se estender por 2022; IBGE registra PIB negativo no segundo trimestre

Por Josette Goulart Atualizado em 1 set 2021, 09h08 - Publicado em 1 set 2021, 09h05

VEJA Mercado | Abertura | 1 de setembro.

A divulgação do PIB e a nova tarifa extraordinária de energia devem dar o tom no mercado nesta terça-feira. O IBGE divulgou nesta manhã que o PIB ficou negativo em 0,1% no segundo trimestre do ano. Apesar da estabilidade, as previsões do mercado era de que subiria 0,2% em relação ao primeiro trimestre. De qualquer forma, no acumulado de quatro trimestres o PIB ficou em 1,8%, dentro das expectativas. Além disso, o governo anunciou ontem as novas tarifas de energia e, na prática, já contratou mais inflação para 2022 com o anúncio de que a tarifa extraordinária vai se estender até abril do próximo ano. A situação é tão crítica que o ministro de minas e energia pediu para a população não usar nem ferro de passar roupa. O governo não chama de racionamento, mas o que está pedindo é um racionamento. A conta para os brasileiros vai ficar em média 7% mais alta e economistas já estimam um impacto na inflação de 1 ponto percentual. A Ativa Corretora, por exemplo, ainda não alterou sua estimativa para a inflação do ano que vem, mas prudentemente colocou um viés de alta na inflação.

Outro assunto a repercutir pode se a reforma administrativa que será lida nesta quarta-feira na Câmara e a votação está prevista para acontecer somente em duas semanas. Todos os direitos dos servidores já contratados foram mantidos. E ainda tem o Orçamento que chegou à Câmara, com os tais precatórios.

Publicidade