Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Econômico Por Josette Goulart Análises e bastidores exclusivos sobre o mundo dos negócios e das finanças

Presidente da Câmara pede compra de vacina para uso do setor privado

Arthur Lira defende que empresas possam aplicar vacina em seus funcionários diz que este é momento de guerra e vale tudo para salvar vida

Por Josette Goulart Atualizado em 31 mar 2021, 16h13 - Publicado em 31 mar 2021, 13h37

O presidente da Câmara, Arthur Lira (PP), está pedindo que os deputados aprovem o projeto que deve ser apreciado pela casa e que permite que o setor privado compre vacinas para aplicar em funcionários. “É uma forma de a empresa manter seu negocio de pé. E também podendo extrapolar (a vacinação privada) para a família dos empregados e para o SUS (doação de vacinas) ou tudo para o SUS”, disse Lira. O deputado diz que não há conflito de interesses com a vacinação pública já que o  ministério da saúde já fechou contratos para a compra de mais de 500 milhões de doses e a iniciativa privada talvez tenha outros caminhos pra trazer vacina mais rápido para o país. “Estamos num momento de guerra e na guerra vale tudo para salvar a vida”. 

O projeto que está em andamento na Câmara e que trata do assunto é o de número 948/2021, apresentado pelo Deputado Hildo Rocha (MDB/MA), que pediu nesta quarta-feira, 31, que seja apreciado em regime de urgência. Recentemente, o Congresso aprovou e o presidente Jair Bolsonaro já sancionou a lei que permite que as empresas comprem vacinas, mas determina que elas sejam doadas ao SUS. Muitos empresários, entre eles os bolsonaristas Luciano Hang e Carlos Wizard, não querem doar todas as doses que comprarem ao SUS.

Publicidade