Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Econômico Por Josette Goulart Análises e bastidores exclusivos sobre o mundo dos negócios e das finanças. Com Diego Gimenes.

Por que a prata valorizou mais que a bolsa e o ouro

Em 12 meses, a cotação do metal subiu 74%

Por Josette Goulart Atualizado em 13 Maio 2021, 09h05 - Publicado em 13 Maio 2021, 08h52

Muitos investidores brasileiros que agora acessam corretoras internacionais para fazer seus investimentos têm aplicado parte de seu dinheiro em um ativo não tão comum: a prata. O metal valorizou 74% em 12 meses, e está valendo cerca de 27 dólares a onça. Para se ter uma ideia, o ouro não valorizou nem 7% no mesmo período, os principais índices das bolsas de valores brasileira e americana valorizaram cerca de 50%. Os especialistas no assunto dizem que a prata subiu por conta da procura dos investidores, mas também em função da alta demanda industrial. O metal é usado na fabricação de computadores, celulares, eletrodomésticos, painéis solares, ou seja, produtos que estão sendo altamente demandados mesmo com a pandemia. O Silver Institute mostra que em 2021 a demanda por prata tem sido maior do que a oferta.

Publicidade