Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês
Radar Econômico Por Josette Goulart Análises e bastidores exclusivos sobre o mundo dos negócios e das finanças. Com Diego Gimenes.

Petrobras puxa alta da bolsa, que sobe pelo terceiro pregão seguido

VEJA Mercado: em dia de menor liquidez por feriado nos EUA, Ibovespa sobe na esteira do plano de investimentos da Petrobras

Por Diego Gimenes 25 nov 2021, 18h33

VEJA Mercado | Fechamento | 25 de novembro.

Os analistas ainda duvidam se isso indica um viés positivo para a bolsa, sobretudo pelo fantasma da PEC dos Precatórios ainda rondar no Senado, mas o fato é que o Ibovespa engatou sua terceira alta consecutiva. Hoje, subiu 1,24%, aos 105.811 pontos. “É cedo para dizer que existe uma virada de jogo. Acredito que nos últimos dias o que vimos foi o ajuste de alguns papéis que estavam muito descompassados da realidade”, avalia Naio Ino, chefe da mesa de equities da Western Asset. A alta do índice acontece em um dia de baixa liquidez na bolsa (21,1 bilhões de reais) em virtude do feriado do Dia de Ação de Graças nos EUA, e foi puxada pela Petrobras, que apresentou um plano de investimento que prevê o pagamento de até 70 bilhões de dólares (391 bilhões de reais) somente em dividendos até o ano de 2026. Os investidores se surpreenderam e as ações subiram 4,7%.

Ainda nas altas, os setores de aviação e turismo, que penaram nos últimos meses, voltaram a subir diante da constante diminuição no número de casos e mortes por Covid-19 no país e da flexibilização do uso de máscaras em algumas regiões. Gol e CVC fecharam em altas de 9,7% e 6,8%, respectivamente. No lado das baixas, Intermédica e Hapvida recuaram 2,2% e 2,1%, respectivamente, após o Cade barrar uma aquisição da Hapvida e aumentar a tensão para a avaliação da fusão entre as duas empresas. O dólar fechou em queda de 0,53%, a 5,565 reais.

Publicidade